Efeitos hemodinâmicos agudos sobre a circulação e odesempenho do coração dos principais medicamentos usados em cardiologia.
30 anos de experiência
WALDOMIRO CARLOS MANFROI

 

O INÍCIO


 



Gensini GG, Manfroi WC, Kelly AE, Huntington PP. Computer applications in storage analysis and retrieval of cineangiographic data on patients with ischemic heart disease. Arq Bras Cardiol (resumo) 1974; 27 (supl 1):48-9.
Freitas FM, Faraco EZ, Manfroi WC, Azevedo DF, Muller CS, Leão BL. Projeto de um sistema em tempo real para cateterismo cardíaco. Monografia do I Seminário Brasileiro do Computador na área Médico-hospitalar. Rio de Janeiro, SUCESU, 1975


Contrastes angiográficos


O primeiro problema que tivemos que enfrentar foi o dos contrastes utilizados até então no nosso meio. Os que dispúnhamos não tinham as qualidades desejadas e os que estavam sendo oferecidos não tinham sido testados, convenientemente, em humanos. Em face disso, realizamos um trabalho duplo cego para identificar os melhores contrates disponíveis na época. Os resultados demonstraram que os contrastes produziam reações cardiocirculatórias e sistêmicas variadas. Sobre o automatismo cardíaco também produziam efeitos diversos. A partir de então, elegemos os dois contrastes que produziram menos arritmia e menores reações sistêmicas adversas.
Manfroi WC, Hemb R, Hoeffel JC, et al. Estudo comparativo dos efeitos cardiocirculatórios e das reações sistêmicas de quatro contrastes utilizados em cineangiocardiografia. Arq Bras Cardiol 1981; 36: 417-21.



NOVOS CONTRASTES
Dois anos após, com a oferta de mais um novo contraste no mercado, comparamos os efeitos do diatrazoato megglumina de sódio com os nossos em uso. Os resultados demonstraram que os três contrastes provocavam baixa e equivalente incidência de alterações sistêmicas. Nenhum dos contrastes produziu fibrilação ventricular. Como os achados foram equivalentes, passamos a adotar o contraste mais barato.
Manfroi WC, Trompka J, Koppe V, et al. Estudo comparativo dos efeitos circulatórios e das reações sistêmicas entre o ditriazoato meglumina de sódio e dois outros contrastes de eficácia comprovada. Radiologia Brasileira, 1983;16:151-57.



Índices de desempenho ventricular esquerdo
Outra providência que se tornou necessária foi a seleção de índices mais fiéis e adequados para a avaliação do desempenho do coração, a serem usados como variáveis dos estudos com medicamentos. Esse trabalho veio a demonstrar que a fração de ejeção do ventrículo esquerdo e a velocidade média de encurtamento circunferencial eram os dois índices mais fiéis.

Vieira SRR, Manfroi WC, Freitas FM, Azevedo DF, Silvestre A, Faraco EZ. Comparação entre os índices de avaliação do desempenho ventricular esquerdo em diversas formas de cardiopatias. Arq Bras Cardiol (resumo) 1980; 34 (supl. 1):119



Simplicação dos cálculos para avaliar os índices cardíacos e obtenção do débito cardíaco por Fick Estimado


Face ao grande número de cálculos necessários para as medidas dos volumes ventriculares por meio da planimetria, para a obtenção da fração de ejeção e da velocidade média de encurtamento circunferencial e a dificuldade de obtermos o débito cardíaco em pacientes internados na unidade de tratamento intensivo, realizamos um estudo comparativo entre o débito cardíaco obtido pelo método de Fick com o obtido por termodiluição, utilizando os precários recursos de um microprocessador da época. Com o emprego desses procedimentos, além de o nosso trabalho a ser destinado aos cálculos das varáveis hemodinâmicas ficar reduzido em 60%, passamos a medir o débito cardíaco pelo método de Fick estimado no centro de tratamento intensivo do Hospital.



Goldim JR, Faraco EZ, Freitas FM, Manfroi, W.C. Função cardíaca: um programa para cálculo de variáveis. Revista do Hospital de Clínicas de Porto Alegre 1982;2: 21-23.
Manfroi WC, Boehl JR, Freitas FM, Azevedo DF, Faraco EZ. Débito cardíaco: estudo comparativo entre Fick estimado e termodiluição. Arq Bras Cardiol 1981; 36: 181-84.



Com o laboratório em condições mais favoráveis, partimos para o estudo sistemáticos das substâncias usadas em cardiologia, das que estavam em uso e todas as novas que vinham sendo propostas para aplicação clínica.


Nitratos


Na década de 70 nitroglicerina passou a ser usada em laboratórios de hemodinâmica para separar áreas isquêmicas de áreas fibróticas. Restavam dúvidas, entretanto, quanto ao mecanismo de ação do medicamento. Se atuava somente sobre a pré- e pós-carga para melhorar a motilidade segmentar, ou se teria uma ação específica sobre as áreas isquêmicas. Para tanto, elaboramos um projeto de pesquisa que serviu como nossa tese de doutorado, utilizando o medicamento, durante cateterismo cardíaco, em normais, em pacientes com valvopatias, pacientes com miocardiopatia primária dilatada e pacientes isquêmicos. Houve melhora da motilidade na maioria dos segmentos hipocinéticos, melhora da motilidde de boa parte dos segmentos discinéticos, nenhuma melhora dos segmento acinéticos. A despeito de a nitroglicerina produzir os mesmos efeitos sobre a circulação sistêmica e pulmonar dos 3 grupos, melhorava motilidade segmentar e a fração de ejeção do ventrículo esquerdo somente nos pacientes portadores de cardiopatia isquêmica. Manfroi WC, Freitas FM, Azevedo DF, Hemb R, Mello AAB e Faraco EZ. Efeito da nitroglicerina sobre a motilidade do miocárdio ventricular esquerdo Isquêmico. Arq Bras Cardiol 1980; 34: 123-30.



Manfroi WC, Freitas FM. Ação da nitroglicerina sobre a circulação e sobre a fração de ejeção do ventrículo esquerdo em pacientes com comprometimento anatomo-funcional do miocárdio ventricular. Arq bras Cardiol 1982;39: 315-320.


Efeito da Apnéia inspiratória sobre a circulação e sobre o coração.

Os resultados demonstraram que a apnéia inspiratória reduz a freqüência cardíaca, aumento da pressão no átrio direito, da artéria pulmonar; reduz da pressão sistólica aórtica e do ventrículo esquerdo, sem reduzir a pressão diastólica final de ventrículo esquerdo o débito cardíaco e mantém o volume sistólico final.

Manfroi WC, Ludwig RTF, Vieira SRR, Goldim JR, Freitas FM, Faraco EZ. Efeitos da apnéia inspiratória sobre a circulação geral e sobre o coração. Arq Bras Cardiol 1984; 42:5-11.


Efeitos do dinitrato de isossorbitol sobre a circulação e o coração.

Estudo com 24 pacientes portadores de cardiopatia isquêmica, durante cateterismo cardíaco, obtendo-se as variáveis em condições basais e após o uso do medicamento por via sublingual. Os resultados demonstraram que o medicamento tinha comportamento semelhante ao da nitroglicerina sobre as pressões arterial sistêmica, pulmonar e diastólica final do ventrículo esquerdo, bem como, sobre freqüência cardíaca, o débito cardíaco e a contratilidade miocárdica. Diferia da nitroglicerina porque diminuía o volume diastólico final do ventrículo esquerdo.

Vieira SR, Manfroi WC, Freitas FM, Azevedo DF, Faraco EZ. Efeitos hemodinâmicos e cineangiocardiográficos de dinitrato de isosorbitol na cardiopatia isquêmica. Arq Bras Cardiol 1981; 47:11-5.


 

    VOLTA